Páginas

sábado, 4 de julho de 2009

Manhã da Saudade

Se eu pudesse viver tudo aquilo de novo,
Eu sei de uma coisa que nunca mudaria. (Nickelback)


A saudade bate no peito. A solidão aperta o peito. Elas resolvem me visitar sempre juntas. Elas me lembram da infância perfeita, vivida com amor, intensidade, afeto. Me lembram também da adolescência rápida, movida a loucura do desejo e os pêlos da puberdade. E me lembra daqueles amigos que se mudaram de cidade. Ah esses amigos que todos os dias meu coração se lembra e chora por saudade. A saudade bate no peito, a solidão aperta o peito. (Mateus Bonez)

7 comentários:

bruno disse...

Esses são sentimentos que não se aplicam apenas a essa fase da vida especificamente, seremos sempre assim e desperdiçaremos um pouco da nossa vida relembrando-a... mas é assim... e também essa fase de transformações são inesquecíveis...

Abraços!

PanPum Flûor disse...

Caramba ^^

isso me lembrou muito uma parte da minha vida :~

a saudades sempre me aperta ao peito de um jeito sem igual, ate por pessoas menos apegaadas e das coisas simples.

muito bom o/

*Teta de Nêga* disse...

Lindo!

Thiago Assis disse...

Nickelback é muito bom o/
Tava ouvindo aqui na noite de São João
uhauhauhauhauhuhauhauhuha

Saudade é pior para o coração do que excesso de colesterol Oo
(me perdoe a Biologia, só usei uma força de expressão hehehehe)


www.euthiagoassis.blogspot.com

Edw Machado disse...

sempre tem as saudades pra deixar a gente down.

Raphael Oliveira disse...

hello cat! :)

beloo texto, belos momentos que a gente quer que passe logo, mas quando passa a gente vê o quão bom seria que eles fossem eternos! :/ bons momentos da infância! ATORON!

beiijos maah! :*
meligaaa! xD
aaah, t add no twitter!

- raphael oliveira

30 e poucos anos. disse...

Saudade é trem bom só...serve para mostrar tempos vividos de maneira intensa...!