Páginas

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Eu sou alterado

Eu não sou simpático. Eu sou alterado.
Eu gosto do prático, fazer tudo errado.
Voltar ao zero, consertar.
Eu não suporto calor. Eu tenho uma dor.
Eu sou antipático, não teste meu braço.
Eu tomo chá gelado, na madruga curto um descafeínado
Odeio visitas, adoro meus amigos.
Não ando em bando, as vezes prefiro meu canto.
Ando descalço, mudo de lado.
Odeio pobreza. De alma e espírito.
Não tenho riqueza, espero meu libido.
Já tive fracassos, e dei uns amassos.
Obedeço. Desobedeço.
Tenho um amor. Sim, é platônico.
Não seja irônico, quem nunca amou?
Eu canto a poesia, aquela que um dia te fiz.
Eu sou a melodia, e você meu final feliz.



( Mateus Bonez ;D )

5 comentários:

INUTILIDADES disse...

Texto bem interessante..Parabéns pelo teu blog

Erich disse...

Indas e vindas !! ... legal o texto.

DuDu Magalhães disse...

Lindo!

Instigante e bem organizado...


gostei!

LePopa disse...

Oi meu querido.
Desculpe não ter passado aqui antes.
Adorei esta "redação poética" ;-)
Abração

Eduardo Franciskolwisk disse...

O que vc fez com a mulher que falou mal de vc?

vc mora no rio de janeiro?

quer fazer pareceira de blog?

http://franciskolwisk.blogspot.com/